sexta-feira, 20 de junho de 2008

Técnicas de Teste Funcional (Caixa Preta)

O Teste Caixa Preta é executado tomando como base os requisitos e as funcionalidades do software. A Técnica de Teste funcional é feita para assegurar que os requisitos do software e as especificações foram atendidos.

O Processo normalmente envolve a criação de cenários de testes para o uso na avaliação das funcionalidades da aplicação, validando se o que foi especificado foi implementado corretamente. Os tipos de testes utilizados na execução da técnica funcional são apresentados na tabela a seguir:


Clique na tabela para ampliar

Na prática é quase impossível testar todas as possibilidades de formas alternativas de entrada de dados, bem como testar as diversas possibilidades e condições criadas pela lógica do programador. Os testes de caixa preta cobrem as funcionalidades, mas nem sempre cobrem todo o código do programa. Erros de requisitos descobertos apenas quando o software já está em produção estão entre aqueles defeitos mais caros de serem corrigidos. Dessa forma, as técnicas mais modernas de teste de software sugerem que os defeitos sejam buscados também nas fases iniciais de desenvolvimento do software e que os testes se repitam por todo ciclo de vida do processo de desenvolvimento.

2 comentários:

felipe disse...

Ricardo,
aparentemente não conheço este tipo de teste ainda.
Estes testes são feitos pelo usuário, testando manualmente as funcionalidades de cada interface [página]?

Roger disse...

Sim Felipe, como foi explicado, muitos erros aparecem após a produção do software, consequentemente o usuário que descobre o erro. Então geralmente são feitos testes com testadores usuários contratados para ficarem tentando das formas mais aleatórias possiveis o software, buscando encontrar algum Bug ou algo que não condiz com o que esta especificado na documentação e nos requisitos funcionais.